Jornal Cidade - Uruaçu-GO
COLUNAS
AGENDA POLTICA
SOCIAL
RELIGIO
SABOR DA LEITURA
SADE DO CORAO
ESPAO ESPRITA
ESPECIAIS
IMAGEM...
ACONTECIMENTOS
ESTREVISTAS
ARTIGOS
URUAU - HISTRIA
SERVIÇOS
FALE CONOSCO
SEJA ASSINANTE
SEJA ANUNCIANTE
INFORMES
EVENTOS
NOSSO JORNAL
EXPEDIENTE
WEBMAIL

 

 

 
URUAU - HISTRIA
04-01-2006 23:01:56
5. A criao do municpio

A notcia de elevao do distrito de Sant?Ana categoria de municpio, enviada por Jos Fernandes ao Coronel Gaspar e da qual fora portador Jlio Antunes da Silva, encheu de justo orgulho e jbilo toda populao santanense. A nova correu veloz, atingindo os distritos de Amaro Leite e Descoberto, que, como Sant?Ana, eram subordinados ao municpio de Pilar.
A jovem comunidade, localizada na mdia distncia entre aquelas duas vilas e Pilar, era passagem forada para quem, vindo do norte, demandasse sede do municpio, situada do lado sul.
Criado o municpio de Sant?Ana, embora centenariamente mais novo que os lendrios sertes de Amaro Leite e Descoberto, estes dois ltimos distritos ficaram subordinados ao de Sant?Ana, j que se reduzia de metade a distncia entre a sede e os povoados.
Da cidade de Pilar a Porangatu, antigo Descoberto, a distncia era de 45 lguas, e Amaro Leite ficava a um tero dessa distncia para c, na direo de Sant?Ana. J este distrito se situava a 12 lguas, ou 72 quilmetros, dois dias de viagem a cavalo, para quem de Amaro Leite (hoje Mara Rosa) ou de Descoberto quisesse chegar sede de seu prprio municpio para registrar uma escritura de imvel, tirar documentos, obter decises do Poder Judicirio etc.
Com a criao do municpio de Sant?Ana, resultante da elevao do distrito de mesmo nome, esses atos, ligados justia e a cartrios, seriam aqui mesmo resolvidos, trazendo, assim, a criao do novo municpio enormes benefcios e facilidades para a gente do norte. Por essa razo, os povos de ambos os distritos se rejubilaram com a criao de Sant?Ana, e os seus chefes polticos - dentre outros, Benedito Coelho Furtado, Aristteles Ribeiro de Freitas, Otvio Alves, Jos Maurcio de Moura, Jos do Carmo, todos de Amaro Leite e Euzbio Martins, Adelino Amrico de Azevedo e Eudxio Pinheiro, Francisco Borges, ngelo Rosa de Moura e muitos outros, de Porangatu (antigo Descoberto) - congratularam-se com o Coronel Gaspar e seus filhos pela brilhante vitria, merc da Revoluo de 30, de Getlio Vargas, no pas, e de Pedro Ludovico Teixeira, em Gois.
Das duas comunidades vieram representantes para, pessoalmente, expressar o contentamento do povo de cada uma delas pela instituio do novo municpio, sonho sempre acalentado pelo Coronel Gaspar e demais Fernandes, agora transformado em realidade, ao ser concretizado por ato do interventor em Gois.
Os ilustres visitantes foram festivamente recebidos pelo pai Gaspar, por sua esposa, dona Cndida, apoiados pelos tios.
No dia seguinte chegada, Adelino Fernandes, um dos filhos do Coronel, ofereceu aos conspcuos cidados um lauto banquete, concentrando, num abrao confraternal, as elites dos trs distritos irmos, que durante os discursos aplaudiram a Revoluo e os chefes Getlio e Pedro Ludovico. Os comensais se mostraram entusiasmados com fartas doses de requintado vinho do Porto e do saboroso licor de canela, especialmente preparado pela extremosa esposa do Coronel Adelino, dona Mariquinha Ribeiro de Freitas, e por suas filhas, as graciosas meninas Adelaide, Sanica, Col.
Horas bem vividas foram aquelas: os ilustrados hspedes no se cansavam de repetir a manifestao de seu contentamento, e o povo de Sant?Ana, por intermdio dos representantes, expressava calorosamente a gratido pela valiosa solidariedade dos dois distritos.
Um ms depois desse memorvel evento, o Coronel Gaspar recebeu, vindas pelo correio, correspondncias enviadas de Gois, por Benedito Ribeiro de Freitas, dando conta da publicao no Correio Oficial do Estado do decreto da criao do municpio e fixao de seus limites. Essa notificao era acompanhada de uma carta de congratulaes, de um exemplar do rgo oficial, do qual guardo ainda uma fotocpia. (...).
Publicado o decreto que criou o municpio de Sant?Ana, hoje, Uruau, o Coronel Gaspar e os filhos preocuparam-se com a elaborao do programa das solenidades de instalao do novo municpio
(texto transcrito fielmente do livro A famlia Fernandes e a fundao de Uruau: Reminiscncias, pginas 156 a 157. Cristovam Francisco de vila. Editora Bandeirante Ltda. Goinia. 2005).

Histórico
  » 04-01-2006 23:01:24 - 1. A criao do Municpio de Uruau
  » 04-01-2006 23:01:08 - 2. Fundao de Uruau. Gaspar Fernandes: Uma Vida de Lutas
  » 04-01-2006 23:01:29 - 3. Jos Fernandes de Carvalho e a criao do municpio de Uruau
  » 04-01-2006 23:01:56 - 4. O telegrama
  » 04-01-2006 23:01:56 - 5. A criao do municpio
  » 04-01-2006 23:01:46 - 6. A instalao do municpio
  » 04-01-2006 23:01:12 - 7. O baile
  » 04-01-2006 23:01:22 - 8. Os primeiros servidores do Poder Judicirio
  » 04-01-2006 23:01:15 - 9. Os primeiros atos do prefeito
  » 04-01-2006 22:01:25 - Governantes do Municpio de Uruau
veja o histórico completo
  Untitled Document
Enquete

Você conheceu pessoalmente alguém que tenha morrido devido ao frio ou ao calor?

   Sim
    Não

    Votar

    Parcial

Consulta entre 1º e 31 de julho/2018
Google
Google